1

Ajuste de Válvulas

Salve, Salve Miguelentos!!!!

Este é outro ponto polêmico no qual venho abordar, porém bastante comum, entre mecânicos por aí meio mercenários, arrancarem uma grana sobre este serviço, até uns R$ 100,00 pilas é um valor aceitável, porém acima disso já é exploração, e comumente nossas miguelentas quando encostam em uma oficina, normalmente deixam metade de seu valor de mercado no bolso do mecânico, e por esta razão algumas manutenções bem simples de serem feitas, acabam sendo deixadas de lado, e um problema juntando ao outro, até que acontece o sucateamento.

Pensando na turma que não tem medo de se sujar de graxa, segue mais um passo a passo.

Para este procedimento, você vai precisar:

  • Calibre de Lâminas;
  • Chave cominada 10 mm;
  • Chave soquete 14 mm;
  • Chave M6
  • Chave para ajuste de válvulas ou alicate de ponta fina;

No Mercado Livre é bem comum existirem kits contendo o calibre de lâminas, chave de ajuste de válvula e a chave combinada 10 mm, com preço médio de R$ 50,00

Enfim vamos ao que interessa, primeiramente esteja com o motor frio! recomendo que deixe a moto de um dia para o outro, sem utilizar para fazer este procedimento.

Inicialmente de modo a facilitar todo o trabalho, remova o tanque de combustível de sua moto, este procedimento é bem simples, basta remover o banco, e em seguida remover os dois parafusos que seguram o tanque.

Puxe o tanque levemente para baixo, ele ficará levemente deslocado facilitando a remoção do chicote da boia de combustível, certifique-se de ter fechado a torneira de combustível e retirado a mangueira que segue para o carburador.

Após existe um fio conectado ao chicote principal, que é da boia de combustível de sua moto. retire-o
agora sim remova completamente seu tanque de combustível.

Remova o acabamento do cabeçote, caso sua moto ainda o possua, lembrando que são parafusos sextavado com porca 10mm

Desmonte os 3 parafusos de fixação da tampa do cabeçote e retire-a

Logo após retire a tampa do acabamento do motor do lado esquerdo (sobre o pedal de marchas) você encontrara 3 parafusos ( M6 )

E com o auxílio de uma moeda de 5 centavos, retire a tampa de verificação, logo abaixo do cabeçote.

Após realizar as etapas anteriores com o auxílio de uma chave soquete 14 mm gire o rotor do magneto no sentido anti-horário, e coloque o motor em TDC.

TDC – Top Dead Center ponto em que o pistão está em seu ponto máximo de alcance também conhecido com PMS – ponto morto superior

Para isso gire enquanto observa o comando de válvulas subir e descer, gire novamente e observe o bocal da tampa de verificação, aquele que você utilizou uma moeda para abrir, você verá um risco bem ao centro, assim como verá algumas marcas no rotor do magneto, dentre estas marcas existe a marca ” T ” que deverá ser alinhada exatamente a linha do bocal. neste momento você irá perceber que as válvulas também estão em seu ponto mais alto.

Este mesmo giro poderá ser realizado engatando a 5º marcha e girando o pneu com a mão, também se atentando a marca ” T ” no bocal de inspeção.

Dica do Gordo:

Se o TDC não for ajustado desta maneira, a precisão do ajuste de válvulas poderá star errado, e você sentirá o impacto disso no desempenho, aceleração e partida de sua moto, como se ela estivesse mais fraca!

Com a ponta dos dedos, chacoalhe sem muita força, o balancim (haste sobre as válvulas) e verifique se não há algum problema com o mesmo, e quanto a folga, se ele estiver totalmente preso, significa que as válvulas estão presas, e se estiver muito folgadas, que elas estão muito soltas.

lembrando que a válvula do lado do carburador é a de admissão e a do lado do escapamento é a de exaustão!

Com o calibre de lâminas, verifique a folga entre o balancim e a válvula respeitando 0,06mm para a válvula de admissão e 0,08 mm para a válvula de exaustão, caso esteja superior a isso ou inferior, solte a contra porca que trava a regulagem, com o auxilio da chave de ajuste de válvulas, ou um alicate de ponta fina, realize o ajuste, mantendo o calibre de lâminas entre o balancim e a válvula, o ajuste ideal será quando houver uma certa resistência ao puxar o calibrador, após senti-la aperte novamente a contra porca para travar a posição ajustada, mantendo a lamina do calibrador no mesmo lugar até que a porca esteja totalmente travada.

depois de apertar verifique novamente a folga da válvula com o calibrador. caso note que ficou muito preso, ou muito solto, realize novamente o procedimento de regulagem.

após verificar finalizado o procedimento, realize a montagem da tampa do cabeçote

Na sequencia gire a porca do rotor do magneto no sentido anti-horário por duas voltas completas, realizado este procedimento, realize a montagem das tampas, seguindo o mesmo processo da desmontagem, e recoloque o tanque no lugar, se atentando em conectar o chicote da boia de combustível, antes de encaixar o tanque no coxim.

Você perceberá que existem duas borrachas que seguram o tanque cuidado com estes coxins, eles quebram fácil!

Logo após recoloque os parafusos do tanque, e em seguida o banco.

Por fim, é só aproveitar!!!

Caso queira aproveitar para verificar a vela de ignição de sua Miguelenta, verifique o eletrodo, e a folga entre a carcaça e o eletrodo que deve ser de 0,6mm á 0,7mm.

lembrando que todas estas informações estão de acordo com o manual de serviço técnico da Mirage, fornecido pela própria fabricante.

É claro, que existem uma série de outros itens a serem verificados, caso haja vem como desgaste das válvulas, pistão, anéis, camisa do pistão entre outros. mas a intenção deste tutorial é auxiliar a todos os proprietários, a realizarem pequenos reparos e ajustes em suas garagens, sem a necessidade de levar a uma oficina para tudo.

Conheço Mirageiro aí que já gastou mais que o valor da moto em oficina. e os caras sabendo disso usam e abusam da boa vontade do abençoado.

Galera espero que tenham gostado desse tutorial, não deixem de assinar nossas newsletters para ficar por dentro de nossas novidades.

Bons Ventos e até a próxima!